Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Current show


OPINIÃO/CRUZEIRO: VAMOS LÁ POR PARTES – VELOCIDADES, ALOJAMENTO LOCAL, ODIVELAS E LIBERDADE

Written by on Janeiro 29, 2018

Vamos lá por partes

Velocidades

O governo anunciou a intenção de colocar como velocidade máxima nas cidades 30 Km/hora. Comecei a rir e confesso que fiquei bem-disposto, mas só quem não tem a noção da realidade que o rodeia pode avançar com uma proposta desta natureza. Resolvi fazer uma experiencia porque nestas coisas nada melhor do que “viver a realidade”. No passado sábado sai de casa e coloquei o bloqueador de velocidade à referida velocidade, passados 100 metros tinha já na minha rentaguarda mais de 10 carros em marcha-lenta, como se na Póvoa de Santo Adrião tivessem colocado portagens e eu tivesse organizado um protesto.

Mas, o mais interessante estava para acontecer, em plena Calçada de Carriche quando um agente de autoridade me ordenou mais desenvoltura, na pressão que estava exercendo, do meu pé direito no acelerador.

Existem governantes que não conhecem o país real.

Alojamento Local

Depois do BE chegou a vez, a propósito do alojamento local, de o PS andar à deriva.

A proposta que alguns deputados socialistas apresentaram de fazer depender a actividade, em epígrafe, da assembleia de condóminos é estapafúrdia e no mínimo desenquadrada da realidade actual. É um presente para a maledicência, para os intriguistas e para as/os controleiros de janela. Ainda não perceberam que foi esta actividade que “deu a volta” a este país? Ainda não perceberam que esta actividade é quem tem gerado mais empregos nos últimos 3 anos?

Confesso que não entendo a cruzada da esquerda relativamente a esta actividade. Depois dos 90 dias do Bloco aparece o PS com esta relíquia. Será que vêem nela (actividade) uma perigosa centopeia não controlável?

Odivelas

O nosso concelho foi notícia, novamente, na passada semana pelas melhores razões. A Camara Municipal foi o primeiro município a integrar nos seus quados os trabalhadores que se encontravam com vínculos precários propondo a abertura de concursos para que os mesmo passem a fazer parte do seu mapa de pessoal.

Uns falam muito outros têm atitudes terrenas. Parabéns Hugo Martins

Liberdade

Nunca a velha frase de que a minha liberdade começa quando a dos outros acaba fez tanto sentido.

Tenho a minha vaidade de sempre ter contribuído, na sociedade odivelense que me rodeia, para algumas instituições que hoje fazem o seu caminho. Tenho a certeza que os partidos políticos não são a única forma de se fazer política. Tenho por todos eles o máximo respeito e não vejo inimigos em quem não partilha dos mesmo ideais do que eu. Gosto do protagonismo da intervenção, do protagonismo das ideias, do protagonismo da alternativa. Gosto essencialmente de carácter, da coragem e de frontalidade porque respeito a diversidade. Incomoda-me o status-quo do imobilismo, gosto de gente rebelde e que queria contribuir para o desassossego gosto de pessoas que pensam livremente e cujas ideias incomodam, incomodam, incomodam! Gosto de Odivelas!

José Barão das Neves