Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Cruzeiro da Noite

02:00 08:00

Atual

Cruzeiro da Noite

02:00 08:00


EFEMÉRIDES: 21 DE OUTUBRO – DATA DA MORTE DE EGAS MONIZ, SEGUNDO A LENDA

Escrito por em Outubro 21, 2018

EFEMÉRIDES

21 de outubro

1147 – Data da morte de Martim Moniz, que segundo a lenda morreu nas portas do Castelo de Lisboa.  D. Afonso Henriques, ajudado por cruzados que se dirigiam para a Terra Santa, encetou um cerco a Lisboa com o intuito de conquistar a fortificação aos mouros. Reza a lenda que durante uma das muitas investidas terá existido um tal de Martim Moniz, que se deixou entalar numa das portas do castelo de forma a permitir a entrada dos seus companheiros que o sitiavam. Os historiadores não podem comprovar a existência real desta personagem, uma vez que não há qualquer documento da época que a ela faça referência, mas citam-na como figura lendária da História de Portugal.

1570 – Morreu o historiador e pedagogo português João de Barros, autor das “Décadas da Ásia”. Visiense de naturalidade, foi considerado o Tito Lívio Português, e geralmente apontado como primeiro grande historiador português, foi pioneiro da gramática e da língua portuguesa, tendo escrito a segunda obra a normatizar a língua, tal como era falada em seu tempo. Enquanto historiador e linguista, João de Barros merece a fama que começou a correr logo após a sua morte. As suas “Décadas” são, não só um precioso manancial de informações sobre a história dos portugueses na Ásia, mas marcam, também o início da historiografia moderna em Portugal e no Mundo.

1913 — Foram publicadas as primeiras palavras cruzadas, no New York World.

1917 – O ator Vasco Santana estreou-se no palco do Teatro Avenida, em Lisboa, na figura de “compére” de uma revista da época Adorado pelo povo seria, para sempre, um marco incontornável da arte da representação. Actor genial, ao nível dos maiores do mundo, marcou para sempre a comédia à portuguesa. De enorme sensibilidade, dotado de invulgares técnicas teatrais, transformou-se num mito do cinema nacional. É impossível esquecer a sua famosa dupla com Laura Alves ou as suas célebres frases, marcas do cinema português e das nossas vidas.

1945 – Em França, as mulheres exerciam o direito de voto pela primeira vez.

1950 – As tropas chinesas iniciaram a ocupação do Tibete.

1966 – Morreram perto de 150 pessoas, no desabamento de uma mina de carvão, na região sul do País de Gales.

1967 – Realizou-se a primeira manifestação em Washington, contra a presença americana no Vietname.

1974 – Foi assinado o acordo de cessar fogo, entre as forças militares portuguesas e o MPLA.

1982 – O Prémio Nobel da Literatura foi atribuído ao escritor colombiano Gabriel Garcia Marquez, autor de “Cem Anos de Solidão”.

– O austríaco Niki Lauda venceu o Grande Prémio de Portugal em Formula 1 e sagrou-se campeão mundial da modalidade.

1991 – A escritora Natália Correia recebeu o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, pela sua obra “Sonetos Românticos”.

1996 – Portugal foi eleito membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU.

– Morreu o advogado Mário Cal Brandão. Foi um dos fundadores do Partido Socialista.

2012 – A Câmara de Paris homenageou a título póstumo a pintora Maria Helena Vieira da Silva, portuguesa de origem mas, naturalizada francesa, por ocasião dos vinte anos passados sobre a sua morte.

2013 – Um tiroteio numa escola no Estado do Nevada, nos Estados Unidos, fez dois mortos.

2015 – Bruxelas ameaçou Portugal com um processo, caso não fosse entregue o plano orçamental.

2016 – A Autoridade das Antiguidades israelita revelou a descoberta de armas romanas usadas na invasão de Jerusalém, há dois mil anos.

2017 – O PS reforçou as penalizações para as empresas que violem o direito dos trabalhadores de “desligarem do trabalho”,  mas manteve a ideia de que, por “razões imperiosas”, o empregador pode contactar os seus funcionários em dias de descanso, férias ou feriados.

………………………………

Este é o ducentésimo nonagésimo quarto dia do ano. Faltam 71 dias para o termo de 2018.

Pensamento do dia: “Não há acto mais corajoso nem mais belo do que o da partida”. Isabelle Eberhardt (1877-1904), escritora, exploradora e viajante suiça de origem russa.

 

Marcado como