Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Current show


MADEIRA IMPÕE USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARAS

Written by on Abril 11, 2020

De acordo com uma notícia difundida pela agência noticiosa Lusa, as máscaras de proteção contra a pandemia de covid-19 que, o Governo Regional da Madeira vai distribuir a partir da próxima semana, serão de uso obrigatório, disse hoje o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos.

Na videoconferência, para apresentação do relatório epidemiológico diário da Madeira, governante destacou que “o Governo Regional tem a responsabilidade de atribuir máscaras de proteção” à população, uma medida que demonstrou ser “positiva e assertiva nesta fase da covid-19 noutros locais”, pelo que este equipamento “vai ser distribuído a partir da próxima semana e vai ser obrigatório”.

As 250 mil máscaras que o executivo vai receber serão distribuídas pelos CTT.

Na segunda-feira, o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, indicou que a maioria das máscaras, que podem ser reutilizadas, está a ser fabricada na região. “Esperamos no dia 14 ou 15 [de abril] termos já 250 mil máscaras destas, para serem distribuídas pela população. E, numa fase posterior, à medida que as restrições à circulação forem sendo terminadas, penso que podemos aventar um cenário onde o uso da máscara será obrigatório”, afirmou.

Sobre o prolongamento do estado de emergência até 01 de maio, hoje anunciado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o secretário regional opinou ser uma “decisão sensata e fundamentada por opiniões de especialistas nas áreas da Proteção Civil e Saúde Pública”.

A Madeira não registou hoje novos casos de infetados com covid-19, pelo segundo dia consecutivo, permanecendo 50 pessoas doentes, segundo o Instituto da Administração de Saúde da região.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 96 mil mortos e infetou quase 1,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 435 mortos, mais 29 do que na véspera (+6,4%), e 15.472 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 1.516 em relação a quarta-feira (+10,9%).