Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Atual


Instituto do Mar e da atmosfera ONDA DE CALOR MAIO 2022

Escrito por em Maio 13, 2022

IPMA – Tempo muito quente em Portugal continental – Onda de Calor | Maio 2022

1. Enquadramento Sinótico
O estado do tempo tem sido condicionado por um anticiclone localizado a oeste do arquipélago dos Açores, estendendo-se em crista para a península Ibérica (Figura 1 – Mapa da temperatura do ar e vento à superfície previsto para as 15UTC do dia 11 Maio 2022).

2. Análise Climática
Entre 4 e 10 de maio, têm-se verificado valores altos da temperatura máxima do ar, muito superiores aos valores normais para este mês. Destacam-se os dias 8 a 10 com valores médios da temperatura máxima no continente superiores a 28 °C e que corresponde a desvios superiores 7 °C em relação ao valor médio mensal para maio (Figura 2).

Em relação à temperatura mínima do ar verificaram-se valores inferiores ou próximos do normal nos primeiros dias do mês, registando-se uma subida a partir de dia 7 de maio, destacando-se os dias 9 e 10, com desvios superiores a 1.5 °C.
Prevê-se para os próximos dias a continuação de valores de temperatura máxima e mínima do ar acima do valor normal mensal, com o dia 14 a registar o valor médio mais alto no continente, no entanto nos dias 15 e 16 espera-se uma descida de temperatura, em especial da máxima (Figura 2 – Evolução diária da média da temperatura do ar em Portugal continental (Tmax, Tmédia e Tmin designam, respetivamente, temperatura máxima, média e mínima), observada (1 a 10 de maio) e prevista (11 a 19 de maio).

Os valores mais altos da temperatura máxima do ar registaram-se nalguns locais das regiões do vale do Douro, vale do Tejo e Alentejo. Na Tabela 1 apresentam-se os maiores valores da temperatura máxima registados ocorridos até ao dia 10 de maio.
Na rede de estações do IPMA não foram, no entanto, ultrapassados os maiores valores da temperatura máxima do ar para maio

3. Onda de calor
Neste período quente, com temperaturas acima do normal para a época, diversas estações da rede de observação de superfície do IPMA têm estado em onda de calor , de norte a sul do território do continente.
A 10 de maio encontravam-se 40 estações meteorológicas em onda de calor com o número de dias a variar entre 6 e 8, abrangendo as regiões do interior Norte, da região Centro, do vale do Tejo e Alentejo. Na tabela 2 apresentam-se as estações que estão em onda de calor.
De referir que maio é o mês com maior ocorrência de ondas de calor, em particular nas estações do interior. A ocorrência de ondas de calor é um fenómeno que podendo verificar-se em qualquer época do ano, é mais notório e por vezes com impactos adversos (por exemplo na saúde) nos meses de verão.

4. Histórico de episódios de tempo quente em maio
A análise da ocorrência de episódios de tempo quente nos últimos 10 anos mostra que, no mês de maio, verificaram-se vários períodos prolongados de tempo quente, sendo de destacar os anos de 2015, 2017, 2019 e 2020.
No episódio mais recente, em maio de 2020 (17 a 31), verificou-se uma onde calor que foi considerada como uma das mais longas e com maior extensão territorial para o mês de maio. Nas estações de Montalegre, Bragança, Vila Real/cidade, Benavila, Mértola, Lisboa/I.G foi mesmo a onda de calor com maior duração desde 1950. Nas estações de Mirandela e Miranda do Douro foi igualado o maior número de dias em onda de calor anteriormente registado.

5. Antevisão
Prevê-se a persistência de valores de temperatura do ar acima do normal, para a época, até dia 14 Maio, pelo que a onda de calor deverá continuar em grande parte das regiões do continente, mas em particular nas regiões do interior Norte e Centro e Alentejo.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *