Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Liqquid Grooves

14:00 15:00

Current show

Liqquid Grooves

14:00 15:00


EFEMÉRIDES: 7 DE MAIO – EM 1921 SAIU O PRIMEIRO NUMERO DO DIÁRIO DE LIBOA

Written by on Maio 7, 2018

EFEMÉRIDES

7 de maio

Dia Mundial das Comunicações Sociais

Feriado Municipal em Ponta Delgada. É um feriado móvel que se assinala na segunda-feira seguinte às Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres

1800 – O superintendente-geral dos Correios de Portugal José Diogo de Mascarenhas reformou os serviços e criou a função de carteiro.

1833 – Nasceu o compositor Johannes Brahms, em Hamburgo.

1834 — D. Pedro IV publicou o decreto que extinguiu a organização corporativa Os Mestres.

1857 – Nasceu, em Vila de Frades, no Baixo Alentejo, o escritor português José Fialho de Almeida. Escreveu, entre outras obras, “Os Gatos” e “O País das Uvas”.

1891 – Durante a crise económica, política e financeira que grassava pelo País, o Governo português autorizou o Banco de Portugal a suspender a conversão das notas em ouro.

1915 – Os alemães afundaram o transatlântico britânico Lusitânia. Morreram cerca de 1100 pessoas.

1919 – Em Portugal, a Lei passou a contemplar a obrigatoriedade de oito horas diárias de trabalho.

1921 – É posto à venda o primeiro número do Dário de Lisboa

1940 – Data da assinatura da Concordata e do Acordo Missionário entre Portugal e o Vaticano.

1953 – Estreou-se o musical “Can Can”, de Cole Porter, no Teatro Schubert de Nova Iorque.

1983 – Com a presença do Presidente da República General Eanes e do secretário-geral do Conselho da Europa, foi inaugurada, em Lisboa, a 17ª Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura do Conselho da Europa, subordinada ao tema Os Descobrimentos Portugueses e a Europa do Renascimento. Na montagem da exposição e nos trabalhos prévios de restauro ou adaptação dos cinco núcleos onde a exposição teve lugar, a Igreja da Madre de Deus, Casa dos Bicos, Museu Nacional de Arte Antiga, Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém despenderam-se cerca de 800 milhões de escudos. A exposição ficou patente até 2 de Outubro.

1985 – Morreu o antigo primeiro-ministro e ex-dirigente do PSD e professor universitário Carlos da Mota Pinto.

2001 – Ronald Biggs, que foi o cérebro do assalto ao comboio-correio Glasgow-Londres, em 1963, regressou ao Reino Unido, onde foi detido pela polícia.

2002 – Morreu Vasco Ferreira Martins, aos 68 anos, Foi diretor da revista “Seara Nova”

2003 – Foram detidas 15 pessoas por suspeita de corrupção fiscal no distrito de Setúbal, entre as quais funcionários das Finanças.

2006 – José Ribeiro e Castro foi eleito presidente do CDS, pela terceira vez em um ano, no XXI Congresso do partido. António Pires de Lima venceu as eleições para o Conselho Nacional.

2009 – O cantor e compositor José Cid, autor de êxitos como “Anita”, “Verdes Trigais em Flor” e “Um Grande Grande Amor” foi distinguido pela Sociedade Portuguesa de Autores com o Prémio Consagração de Carreira

– Dirigido por Martim Avillez Figueiredo chegou às bancas o novo diário “i”, detido pelo grupo Sojormedia

2013 – O CDS anunciou considerar que estavam a ”construir-se condições” para que a taxa adicional sobre as pensões ”não vá para a frente” e afirmou  que as alternativas estariam previstas na carta enviada pelo Governo à troika.

2014 – O Benfica conquistou pela quinta vez em sete edições a Taça da Liga portuguesa de futebol, ao derrotar o Rio Ave, por 2-0, na final disputada no Estádio Municipal de Leiria

2016 – O Ministério Público acusou o dono da empresa “Feira dos Tecidos” dos crimes de “fraude fiscal qualificada e associação criminosa agravada”, suspeitando que lesou o estado em mais de 7,3 milhões de euros.

2017 – O candidato centrista Emmanuel Macron foi eleito Presidente de França com 66,1% dos votos e derrotou a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, que obteve apenas 33,9%.

==================.

Este é o centésimo vigésimo sétimo dia do ano. Faltam 238 dias para o termo de 2017.

Pensamento do dia: “Não existe nada bom ou mau. Apenas o pensamento concede tais qualificações”. William Shakespeare (1564-1616), dramaturgo inglês.

Tagged as