Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Atual


EFEMÉRIDES: 19 DE DEZEMBRO – HÁ 118 ANOS NASCIA VITORINO NEMÉSIO

Escrito por em Dezembro 19, 2018

EFEMÉRIDES

19 de dezembro

Dia das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul

1901 – Nasceu Vitorino Nemésio, na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, no arquipélago dos Açores. Na infância a vida não lhe correu bem em termos escolares, uma vez que foi expulso do Liceu de Angra e reprovou no 5º ano, facto que o levou a sentir-se incompreendido pelos professores. Desse período, passado no Liceu de Angra, apenas guardava boas recordações de Manuel Ferreira Deusdado, professor de História, que o introduziu nas Letras. Autor de “Mau Tempo no Canal”, uma obra trabalhada desde 1939 e apenas publicada em 1944, cuja ação decorre nas quatro ilhas do grupo central açoriano, Faial, São Jorge, Pico e Terceira, o núcleo da intriga desenvolve-se na Horta. Vitorino Nemésiofoi feito Grande Oficial da Ordem do Infante D.Henrique e Grande Oficial da Ordem Militar Sant’Iago de Espada. Em 1971 atingiu a idade limite legal para o exercício de funções públicas e proferiu a sua última lição na Faculdade de Letras de Lisboa, onde ensinara durante quase quatro décadas, passando a ser Catedrático Jubilado. Foi o autor e apresentador do programa televisivo “Se bem me Lembro”, que muito contribuiu para popularizar a sua figura e dirigiu ainda o jornal “O Dia”, entre 1975 e 1976.

1941 – Confrontado com algumas derrotas inesperadas, Adolf Hitler demitiu os chefes militares e assumiu, ele próprio, o comando do exercito nazi.

1961 – As tropas portuguesas em Goa, Damão e Diu renderam-se às forças da União Indiana. Vassalo e Silva, contava apenas três mil homens armados e foi obrigado a render-se a fim de evitar a chacina das tropas portuguesas, pela força indiana que contava com quarenta mil soldados, tendo todos ficado prisioneiros. De Lisboa tinha chegado a ordem de Salazar para que não se rendessem e lutassem até à morte, uma missiva que foi acompanhada de uma cápsula de cianeto. Vassalo e Silva não cumpriu a ordem do ditador, decidiu a rendição e face a isso, acabou expulso das Forças Armadas Portuguesas. A reabilitação da sua memória só seria feita depois do 25 de Abril, em 1974, treze anos depois e também a 19 de dezembro.

– A PIDE assassinou o escultor José Dias Coelho, militante do PCP, no bairro de Alcântara, em Lisboa. Eram oito horas da noite, na Rua dos Lusíadas, quando cinco agentes da PIDE saltaram do automóvel. Perseguiram-no, cercaram-no e abateram-no com dois tiros, um deles disparado à queima-roupa que o atingiu no peito. O segundo tiro foi disparado, já com o escultor no chão. Os assassinos meteram-no no carro e só duas horas depois, quando já estava a expiar é que o entregaram no hospital da CUF. A última gravura de José Dias Coelho foi dedicada ao operário Cândido Martins Capilé, na qual se representa o seu assassínio, um mês antes e também às balas da PIDE na qual se apresenta a legenda “ De todas as sementes deitadas à terra, é o sangue derramado pelos mártires que faz levantar as mais copiosas searas”.

1965 – Charles de Gaulle foi eleito Presidente da França.

1991 – Foi admitido, pela primeira vez, que um número indeterminado de hemofílicos portugueses teria contraído o vírus da sida através de transfusões de sangue contaminado, que fora fornecido pelo Ministério da Saúde. Na altura era ministra da Saúde, Leonor Beleza.

– É publicado o decreto-lei que criou o Instituto Camões.

2003 – O Prémio Pessoa foi atribuído ao constitucionalista Joaquim Gomes Canotilho, professor catedrático da Universidade de Coimbra.

2004 – Arqueólogos da Universidade do Minho descobriram em Gordarelhas, junto a Fafe, um túmulo da Idade do Bronze.

2005 – Foram congeladas as pensões superiores a 3.500 euros mensais.

2006 – Os ministros da Agricultura dos 25 chegaram a acordo sobre a reforma dos apoios aos produtores de banana e que destinou a Portugal 8,6 mil milhões de euros anuais para o sector.

2007 – As estações do metropolitano do Terreiro do Paço e de Santa Apolónia foram inauguradas pelo primeiro-ministro, sete anos depois do aluimento de terras que obrigou a reformular o projeto e provocou uma derrapagem de 135 milhões de euros

– Morreu José Manuel Brito da Mana, fundador do Clube de Ciclismo de Tavira,  vítima de doença prolongada

2010 – Morreu, aos 84 anos, Correia dos Santos, o último sobrevivente dos cinco violinos do Hóquei em Patins.

2014 – O Governo de Passos Coelho recorreu a uma lei de 1974 para decretar uma requisição civil aos trabalhadores da TAP, que tinham quatro dias de greve marcados para o final do ano.

2016 – Um camião entrou por um mercado de Natal em Berlim, que estava lotado de pessoas e provocou 9 mortos.

2017 – Portugal reembolsou mais mil milhões de euros ao FMI. Era um pagamento programado para 2021 e com a liquidação da verba, ficou pago cerca de 80% do valor da dívida.

=================.

Este é o tricentésimo quinquagésimo terceiro dia do ano. Faltam 12 dias para o termo de 2018.

Pensamento do dia: “A renúncia é a libertação. Não querer é poder”. Fernando Pessoa/Bernardo Soares (1888-1935), escritor e poeta português.

 

Marcado como