Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Liqquid Grooves

14:00 15:00

Current show

Liqquid Grooves

14:00 15:00


EFEMÉRIDES: 18 DE OUTUBRO – DIA DOS MÉDICOS

Written by on Outubro 18, 2018

EFEMÉRIDES

18 de outubro

Dia Mundial da Menopausa, Dia Europeu da Luta Contra o Tráfico de Seres Humanos, Dia Europeu da Doação de Órgãos e Dia dos Médicos.

1517 – Nasce padre Manuel da Nóbrega. Acabaria por morrer em 1570, no dia do seu 53º aniversário.

1632 – Morreu o poeta português Gabriel Pereira de Castro. Foi o autor de “Ulisseia ou Lisboa Edificada”

1739 – O escritor António José da Silva, autor de “Guerras do Alecrim e Manjerona”, promotor das primeiras óperas em português no Teatro do Bairro Alto, foi executado, num auto de fé, em Lisboa, por ordem da Inquisição.

1830 – Por decreto de D. Pedro IV, a bandeira portuguesa, com o escudo sobre um fundo branco, foi substituída pela bandeira bicolor, branca e azul.

1868 – Foi fundada a Associação dos Bombeiros Voluntários de Lisboa.

1910 –  Os títulos nobiliárquicos foram abolidos em Portugal.

1926 – Morre Branco Rodrigues. Foi o fundador do ensino de cegos em Portugal.

1936 – Partiu de Lisboa o paquete Luanda com os primeiros prisioneiros políticos do campo de concentração do Tarrafal. Chegaria à ilha de Santiago, a 29 de outubro com 152 condenados.

1941 – Morre, em Bougie, Argélia, Manuel Teixeira Gomes, escritor, diplomata, presidente da República Portuguesa entre 1923 e 1925. Foi o autor de “Sabina Freire”, “Novelas Eróticas” e “Gente Singular”.

1959 – Foi emitida a 1.ª edição do Telejornal da RTP, apresentado pelo jornalista do DN Mário Pires.

1984 – O presidente dos EUA, Ronald Reagan, recebeu na Casa Branca, Carlos Lopes, campeão olímpico da Maratona.

1991 – Foi entregue à Marinha portuguesa a lancha NRP Dragão.

2002 – O poeta Casimiro de Brito recebeu o Prémio Leopold Senghor.

2004 – O romance “Boa-Tarde às Coisas Aqui em Baixo”, de António Lobo Antunes, foi distinguido com o Prémio Fernando Namora

.2005 – José Sócrates garantiu o avanço da coincineração de resíduos industriais perigosos nas cimenteiras de Souselas e Outão.

– Prémio Nacional de Investigação foi atribuído à equipa do IPO do Porto.

2006.- O governo anunciou a introdução de portagens nas autoestradas sem custos para o utilizador do Norte Litoral, Costa de Prata e Grande Porto-

.- Morreu Manuela Rebelo, aos 42 anos, jornalista brasileira, repórter da Antena 1.

2007 – Mais de 200 mil pessoas participaram, em Lisboa, na manifestação nacional convocada pela CGTP, em protesto contra a situação económica e social do país e as políticas europeias. A manifestação decorreu no mesmo dia da Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da UE, que também se realizou em Lisboa.

2008 – Duzentas e cinquenta ocorrências, 200 das quais em habitações, foi o balanço das fortes chuvas registadas durante a tarde em Lisboa, tendo atingido em algumas zonas 26 litros por metro quadrado.

2009 – O Prémio Nobel da Literatura, José Saramago, retomou a polémica com a Igreja Católica, ao afirmar que “a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana”. A declaração foi feita em Penafiel, na cerimónia de apresentação do seu livro “Caim”.

2011 – João Ricardo Pedro tornou-se o primeiro português a ser distinguido com o Prémio LeYa, pelo romance inédito “O teu rosto será o último”.

2015 – Miguel Oliveira, em KTM, venceu o G.P. da Austrália.

2016 – Os agricultores algarvios mostravam-se desesperados com a vaga de roubos de fruta no Algarve.

2017 – António Costa aceitou a demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa e esclareceu ter aceite o pedido por ter sido feito “em termos que não podia recusar“. Elogiando a “dedicação” e “empenho” com que a governante serviu o país, no desempenho das suas funções, o primeiro ministro indicou Eduardo Cabrita para a pasta da Administração Interna,

==============.

Este é o ducentésimo nonagésimo primeiro dia do ano. Faltam 74 dias para o termo de 2018.

Pensamento do dia: “Eu sou eu e as minhas circunstâncias”. José Ortega y Gasset (1883-1955), filósofo espanhol.

Tagged as