Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Current show


DILAR PELICA CANDIDATA À PRESIDÊNCIA DA FREGUESIA DE ODIVELAS

Written by on Junho 1, 2021

CDU apresentou publicamente a candidata à Junta de Freguesia de Odivelas.

Decorreu ao final da tarde da ultima quinta-feira a apresentação pública de Dilar Pelica como
candidata da CDU à Presidência da Junta de Freguesia de Odivelas.
Licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras de Lisboa, Dilar Pelica desenvolveu a sua atividade profissional no MDM e nas Câmaras de Loures, Seixal e Odivelas.

No plano associativo, tem estado envolvida em várias associações de cariz cultural, desportivo e
social, nomeadamente: Associações de Pais, membro de direção uma IPSS, membro de direção de uma Associação de Cultura e Desporto e de uma Associação de índole infantil e juvenil.

Para a candidata, Odivelas “tem de deixar de ser uma cidade dormitório e passar a ter vivência própria”.

Deixando claro que a candidatura da CDU é aberta a todos os odivelenses, à sua participação e suas sugestões, sublinha que a freguesia, sendo uma das mais densamente povoadas precisa de respostas claras.

Dilar Pelica referiu ainda que é tão urgente dizer não à continuidade da edificação desenfreada, como dizer sim à construção de equipamentos sociais, como lares, creches, jardins de infância e espaços
culturais e desportivos, de modo a que valha mesmo a pena, morar em Odivelas.

Também usou da palavra Painho Ferreira, candidato da CDU à presidência da Câmara Municipal de Odivelas, que centrou a sua intervenção no apoio que o PSD sempre deu ao PS na aprovação de decisões que muito prejudicaram este território e a sua população.

Deixando claro que a CDU é a única alternativa real à governação autárquica do PS, Painho Ferreira sublinhou que “sem memória, a política torna-se um campo aberto a toda a demagogia”, para recordar que o PSD tem sido a “bengala política” da governação autárquica do PS e agora fala como se nunca tenha estado ligado às decisões tomadas.

Painho Ferreira ilustrou ainda a sua acusação com vários exemplos de medidas, que não poderiam ter sido tomadas, caso o PSD não as tivesse aprovado, como a tentativa da privatização da água, que custou 400 mil euros em indemnizações aos participantes privados no concurso público entretanto aberto, a entrega dos terrenos do Complexo Desportivo do Porto Pinheiro a entidades privadas, a concessão da gestão da Malaposta e de grande parte do edificado do Mosteiro de Odivelas e que impede a sua utilização para equipamentos sociais.

Esteve também presente Rui Francisco, candidato da CDU à Presidência da Assembleia Municipal de Odivelas


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *