Cruzeiro

De Odivelas para o Mundo

Current track

Title

Artist

Current show

Current show


AMNISTIA INTERNACIONAL CELEBRA 60 ANOS

Written by on Maio 28, 2021

Peter Benenson Fundador da Amnistia Internacional

A Amnistia Internacional celebra 60 anos de existência, e lança uma campanha que promove a esperança e as vitórias alcançadas no âmbito dos direitos humanos, com uma vela que nunca se apaga.

“Abra o seu jornal num qualquer dia da semana e encontrará um relato de alguém que foi preso, torturado ou executado, num qualquer sítio do mundo, por as suas opiniões ou a sua religião serem inaceitáveis para o governo do seu país. […] O leitor fica com um revoltante sentimento de impotência. E, no entanto, se estes sentimentos de revolta por todo o mundo puderem unir-se numa ação comum, algo eficaz pode ser feito”

Peter Benenson iniciava desta forma o artigo ‘Os Prisioneiros Esquecidos’ publicado em 1961, no jornal ‘The Observer’, que marcava o nascimento da Amnistia Internacional.

Hoje presente em quase todos os países do mundo, a Amnistia Internacional (AI) foi fundada em 1961 pelo advogado britânico Peter Benenson. Inspirado pelo caso de dois estudantes portugueses presos por brindarem em público à liberdade, publicou o artigo “Os Prisioneiros Esquecidos” no jornal “The Observer”.

Foi assim que começou o foco da ação da AI: com um apelo à libertação daqueles que Peter Benenson chamou de “prisioneiros de consciência” – todas as pessoas detidas por exercerem a sua liberdade de expressão – e a julgamentos rápidos e justos para todos os presos políticos.

Desde 1961, o trabalho da Amnistia passa a incluir a oposição à pena de morte. Desde que a Amnistia Internacional começou a trabalhar este tema, 140 países aboliram a pena de morte.

No entanto, as execuções aumentaram de forma alarmante em 2015, apesar de mais de metade do mundo ter abolido a pena de morte.

A organização conta com mais de 7 milhões de pessoas em mais de 150 países e territórios.

Lutam por um mundo em que cada pessoa goze de todos os direitos plasmados na Declaração Universal dos Direitos Humanos e outros padrões internacionais de direitos humanos.

São independentes de qualquer Governo, ideologia política, interesse económico ou religião e somos financiados pelas quotas e donativos dos nossos apoiantes e membros.

A Amnistia Internacional é um movimento que congrega pessoas de todo o mundo que se envolvem em campanhas para que os direitos humanos internacionalmente reconhecidos sejam respeitados e protegidos. Para a Amnistia, os abusos de direitos humanos em qualquer lado são problema de todos.

Pedro A. Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal, e Paulo Fontes, diretor de comunicação e campanhas, destacam o trabalho e o sonho da organização ao longo destes 60 anos, realçando que é preciso continuar o seu caminho de esperança para que a luz da Amnistia chegue a todas as pessoas no mundo inteiro.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *